Tudo sobre relógio de ponto

“Ponto Eletrônico: vai levar uma década para cumprir a nova Portaria?

A partir de 25 de agosto, todas as empresas brasileiras com mais de dez funcionários e que utilizam o ponto eletrônico terão de trocar suas máquinas. Entra em vigor a portaria do Ministério do Trabalho, criada em 2009, que estipula que os equipamentos imprimam recibos toda vez que o funcionário entrar ou sair.

O objetivo é evitar fraudes no registro da jornada de trabalho. Esqueceram, no entanto, de fazer as contas. Para cumprir a lei, será necessário trocar mais de 1milhão de máquinas em operação no país. Hoje, a capacidade de produção no Brasil é de100 000 unidades por ano ou seja, levaria uma década para efetuar todas as trocas. Os fabricantes das máquinas ainda estão desenvolvendo os novos modelos e investindo para aumentar a produção. E nem adianta apelar para a importação: não há no mercado externo pontos eletrônicos que atendam à norma do ministério.

Fonte:
Publicada em 25/07/2010 pela Revista Exame. Por Fabiane Stefano.

2 Respostas to “Na Revista Exame: Ponto Eletrônico “Não perguntaram aos fabricantes””

  1. marrone

    on maio 5 2011

    o problema sao as emplesas pequena que nao a fiscalizacao de nada nada nada e sao seus piores concorentes i ai?

  2. autor

    on maio 5 2011

    Caro Marrone,
    Adoraríamos respondê-lo, mas não pudemos compreender sua mensagem.
    Poderia nos esclarecer melhor?

Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Nome: (Obrigatório)

Email: (Obrigatório)

Website:

Comentário: