Tudo sobre relógio de ponto

Por definição, são os órgãos responsáveis por certificar um produto ou serviço.
Isto  significa: comprovar junto ao mercado e aos clientes que a organização possui um sistema de fabricação controlado, garantindo a confecção de produtos ou a execução dos serviços de acordo com normas específicas, comprovando sua diferenciação face aos concorrentes.

Portaria 1510 – Art. 14. Para o registro do modelo do REP no MTE o fabricante deverá apresentar “Certificado de Conformidade do REP à Legislação” emitido por órgão técnico credenciado e “Atestado Técnico e Termo de Responsabilidade” previsto no art. 17.

De que legislação está sendo falado? Desconhecemos leis para REP!

Além ter-se demorado muito a eleger alguns órgãos certificadores, isto foi feito sem que antes se definisse as Normas Técnicas sob as quais estes órgãos baseariam seus testes. Esta falta de definição não só atrasou o processo de início das certificações, como ainda geram dúvidas da real validade dos procedimentos.

Apesar da portaria apontar algumas diretivas, não existe um padrão de normas disponíveis para que os fabricantes possam previamente adquirir, a fim de basear o desenvolvimento dos novos equipamentos.

Na prática, os órgãos certificadores da portaria 1510/2009 tem interferido no processo, criando manuais, cartilhas, ou especificações, sem que haja um senso comum.

Isto fragiliza o processo e o torna efêmero.

Deixe um comentário

Nome: (Obrigatório)

Email: (Obrigatório)

Website:

Comentário: