Tudo sobre relógio de ponto

Comentário do Leitor Alexandre em 27-04-2011

“Parabéns pela iniciativa, mas gostaria de afirmar que muitos preferem o tão famoso preço.
Consegui através de uma empresa, LOCAÇÃO de Relógio de Ponto, onde não tenho que pagar um absurdo por um equipamento de qualidade e a manutenção abrange até a troca do equipamento.

Também tive problemas, mas consegui a solução.”

Caro Alexandre,

Nos permitimos publicar seu comentário em um post, face à extensão da resposta. Tivemos que retirar de seu comentário o conteúdo publicitário, por nossas regras internas.

Primeiramente agradecemos sua participação.

Gostaríamos de afirmar que CONCORDAMOS COM VOCÊ!

Todo consumidor deve ter poder de escolha!  Ter acesso às soluções cada vez mis modernas e adequadas à sua necessidade, para então comprar produtos/serviços de qualidade e de preferência em preços acessíveis.

No entanto, o que fez a Portaria 1510 em relação ao mercado de Relógios e Softwares de Ponto?

1) Concebeu os REP: produtos piores do que os Relógios Eletrônicos anteriormente comercializados, sem que houvesse discussão/esclarecimento,  sem preparação do mercado, sem garantias quanto à sua fabricação e comercialização;

2) Ao proibir o uso dos relógios eletrônicos em uso, privou os consumidores do poder de escolha e os expôs às mazelas de um mercado instável;

3) Promoveu um retrocesso tecnológico;

4) Encareceu os equipamentos com exigências extremas e sem efeito prático. Encareceu também sua manutenção;

5) Tornou os REP produtos  descartáveis para boa parte dos usuários;

5) Prejudicou os negócios  destes produtos face às incertezas;

6) Inviabilizou opções de comercialização alternativas, tais como: locação, leasing, outsourcing. Especialmente usadas por empresas revendedoras e de assistência técnica.

E aí estão somente alguns motivos para não concordar com esta imposição.

Mas vamos nos ater ao item 6, que foi fruto de seu questionamento inicial.

Veja o que diz o MTE sobre a locação:

“110 . Uma empresa poderá alugar ou fazer “leasing” de REP de terceiros para utilização em seu sistema de controle
de ponto eletrônico?
Não. O REP contém a MRP – Memória de Registro de Ponto, que se constitui em documento fiscal e, portanto, deve estar sob
a guarda do empregador pelo prazo legal.”

http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C816A2E7311D1012F7305E20F2E99/todos.pdf

Então, amigo, se entendemos bem, você possui parceria ou é o proprietário de uma revendedora de REP´s. Você pode estar entrando em uma seara bastante perigosa para sua empresa, se passar a comercializar os REP por locação.

Você investiu em produtos para alugá-los? Fez investimentos, mas está proibido de atuar da forma com que planejou sua empresa?

Bom, o pior é que a Portaria 1510 foi concebida sem serem definidos critérios técnicos que garantam que os REP de fato atendam aos requisitos; ou seja, sem “nenhuma norma que possa dar garantias à fabricação, ou sobre a qual este equipamento ou este conjunto de equipamentos de hardware e software possam ser fabricados.”   Quem afirma isto é a maior autoridade brasileira em normalização técnica: A ABNT.

Então seu risco é maior ainda!  Você perderá os REP adquiridos, porque seguramente o MTE, face aos erros irreparáveis que cometeu, não conseguirá fazer valer a Portaria 1510.

Esperamos que estas informações possam orientá-lo na condução de seus negócios.

Continue participando conosco!

6 Respostas to “Relógio de Ponto Eletrônico – É possível alugar um REP?”

  1. Rodolfo

    on abril 29 2011

    Realmente é impossivel trabalhar com locação, quando trata-se de REP. A Portaria 1510 é bem clara, o equipamento REP, possui a famosa MRP (MEMORIA DE REGISTRO PERMANENTE) a mesma é lacrada com resina na placa principal do relogio, ou seja, se eu alugo meu REP para empresa X e depois pra empresa Y, na mesma MRP irá conter 2 empregadores e o pior as marcações dos mesmos.

  2. autor

    on maio 2 2011

    Caro Roberto Santos,

    Primeiramente, gostaria de orientá-lo que tomou caminho errado e deixou que sua imaginação passasse longe da realidade. Não tente através de suposições equivocadas atingir os componentes deste site sem conhecê-los. Aqui a discussão é técnica e em alto nível.

    O tipo de comentário postado insistentemente pelo Sr. não é foco de nossa discussão e portanto não será publicada.

    A polêmica não foi criada por este site, mas sim pelos erros cometidos pelo MTE. E se o que dizemos aqui é demagogia, é facil! Traga seu conhecimento técnico e apresente a todos nós as justificativas irrefutáveis que “derrubem” nossas contestações. Assim, não com xingamentos, não com falácias; mas com a verdade, você acaba com o que o MTE, fabricantes e demais patrulheiros de plantam tentam há quase 2 anos e não conseguem: calar os que defendem o direito da sociedade de conhecer o que há de errado nesta portaria 1510.

    Agradecemos muito sua participação e novamente sugerimos que caso queira ver seus comentários aprovados, passe a contribuir de forma positiva com a discussão.

  3. ed wilsom p.. b........

    on junho 6 2011

    BOA NOITE,NO CASO DESTA LEI ENTRAR MESMO PRA VALER COMO FICA OS FUNCIONARIOS DO TRANSP.COLETIVO QUE QUASE TODO DIA TEM QUE TRABALHAR DE 11 A 13 hrs.por dia e o pior trabalhamos por mes as veses 260hrs+ou- e no fechamemto do mes assinamos como se tivesse-mos trabalhado so 220 pode! cabe a quem dar jeito nesta questao? pois toda folha mensal que e apresentada ao ministerio do trabalho é constado somente de 06 a 06:40hs.dia. ate quando vao fazer vistas grossas p/ isto pergunto? OBRIGADO!…………

  4. autor

    on junho 8 2011

    Ed Wilsom,

    No seu caso, amigo é caso para denúncia junto ao MPT, MTE ou o próprio sindicato. Saiba que isto vai resolver seu problema.
    Relógio de ponto nenhum resolve questões de fraude como esta!

  5. glaucia

    on setembro 27 2011

    Boa tarde! por favor como fazer no caso em que o funcionario so vem de manha na empresa fica o dia todo no serviço que é prestando serviço na rua, so retorna a tarde na empresa, mesmo aqueles que saem para executar outras atividade tipo vendedor externo, officeboy, que muitas vezes usa o horario descanso para ir e vir nos banco por exemplo.
    gostaria que fossem escalrecidas estas duvidas
    att.

  6. autor

    on setembro 27 2011

    Gláucia,
    O Ministério diz que nestes casos deve-se anotar em uma papeleta de serviços externos e depois passar tudo para o sistema de ponto manualmente.
    Se quiser outras informações, deixe seus dados na seção CONTATO deste site. Retornaremos.

Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Nome: (Obrigatório)

Email: (Obrigatório)

Website:

Comentário: