Tudo sobre relógio de ponto

NOVA PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO decide prorrogar a data de início da obrigatoriedade do Ponto Eletrônico, conforme Portaria 1510.

Assim, a data de vigência da Portaria 1510 passa a ser de 01/03/2011.

É preciso ficar atento à sequencia dos fatos, pois este adiamento não resolve a essência dos problemas trazidos pela portaria original, que são de cunho técnico e juridico-constitucional.

Continue acompanhando a sequência dos acontecimentos neste Portal.

Veja a íntegra: Portaria1987de18deagostode2010[1]

6 Respostas to “Portaria 1987/10 MTE adia exigências do ponto eletrônico”

  1. Jessé Barão (Representante de Relógio de Ponto)

    on agosto 24 2010

    Olá,
    O site foi muito bem detalhado e informativo,
    Mas vocês tem alguma Informação , sobre os comentários do Sr. Presidente e do Sr. Ministro Carlos Lupi ? Pois por um lado existem as empresas que não querem colocar, não pelo custo do relógio, mas sim pelo que não mais poderão fazer de ilegal com o ponto eletrônico. Se traz transparência ao funcionário e pode dar mais garantias ao empregador, por que não utilizar ? E Se realmente for revogado a portaria, como ficam as empresas que já estão com os relógios instalados e funcionando ? E os fabricantes que investiram milhões nesta nova tecnologia ? E os revendedores que investiram em tempo, publicidade , funcionários, quem pagará os prejuízos ? Seria muito importante que o Sr. Ministro se pronunciasse a respeito para esclarecer este impasse. Pois só assim as empresas poderão tomar a decisão correta de adquerir ou não o novo relógio ponto.
    Fica aqui registrado o que entendo que esta dúvida, e o que a maioria dos empresários e representantes de relógio ponto têm.

  2. autor

    on agosto 24 2010

    Olá, Jessé.
    A sua expectativa é a de milhares. Há 1 ano aguardamos diálogo com o Ministro Lupi e sua equipe. A sociedade foi esquecida. Este processo foi “levado” de forma autoritária, e este foi o pior erro.
    É um engano pensar que os REP trarão mais garantias. Seu conceito é tecnologicamente retrógrado e falível. Muitos motivos são suficientes para não usar.
    Quem se propôs a investir, assumiu um risco muito alto. Todos os fabricantes sabiam dos problemas técnicos e jurídicos. Quem foi lesado, resta acionar a Justiça.
    Continue participando conosco!

  3. Deonilce

    on março 30 2011

    É verdade que foi adiado mais uma vez a obrigatoriedade do ponto eletronico portaria 1510 para setembro/2011?
    Qual a portaria desta vez?

    Obrigada

    Deonilce

  4. autor

    on março 30 2011

    Deonilce,

    Sim, é verdade. O adiamento foi para 01-09-2009 e se deu através da Portaria 373/11. Esta portaria, além de adiar, também admite flexibilizar a exigência da aplicação da Portaria 1510, criando um Grupo de Trabalho para discutir os problemas técnicos existentes desde o início.

    Para você que provavelmente não comprou o REP, aí vai uma dica: não é aconselhável investir na compra dos REPS, pois, se haverá mudanças, conforme o próprio MTE sugere através do Grupo de Trabalho, certamente as homologações de agora, que são de conformidade, poderão sofrer alterações no futuro.

    Portanto, enquanto a decisão não tiver valor legal indiscutível, não é seguro investir em produtos para os quais não há garantia quanto ao valor jurídico futuro.

    Acompanhe o assunto conosco.

  5. ISABEL CRISTINA GEOVANINI CAVALHO

    on junho 3 2012

    GOSTARIA DE SABER QUAIS OS MEIOS DE UM EMPREGADO NÃO CONSTAR SEU PONTO DE TRABALHO NO RELÓGIO DIGITAL, PELO SEU DEDOS DIGITAIS, ONDE NÃO CONSTA SUA HORA DE JORNADA O QUE DEVEMOS FAZER PARA AJUDAR ESTE FUNCIONÁRIO , SENDO QUE TRABALHA OS HORÁRIOS CERTOS. QUAL OS PROCEDIMENTOS QUE A FIRMA PODE AJUDAR ESTE FUNCIONÁRIO QUE TEM DIFICULDADE NA HORA DE COMPROVAR SEU HORÁRIO DE TRABALHO. ATENCIOSAMENTE PELA SUA ATENÇÃO.

  6. autor

    on junho 5 2012

    Isabel, não ficou muito claro seu questionamento.
    Pedimos que deixe seus dados na sessão contato do site.
    Nos falamos a seguir!

Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Nome: (Obrigatório)

Email: (Obrigatório)

Website:

Comentário: